Colégio Tema Novo

Como o pai pode ajudar na amamentação

Para quem já amamentou sabe que essa tarefa não é fácil, ela cansa a gente física e emocionalmente, ainda mais quando temos outras preocupações em mente, como cuidar da casa, do filho mais velho e até mesmo do marido. É complicado controlar tudo isso e então aquele reforço extra, vindo do pai é muito bem-vindo.

  Além do mais, a ciência comprova que quando o casal “amamenta”, nós mulheres, nos sentimos mais amparadas e conseguimos manter a amamentação por mais tempo.  A pesquisa sobre o assunto foi realizada no Canadá e divulgada pela revista americana Pediatrics. Para chegar a essa conclusão os estudiosos acompanharam 214 casais que foram divididos em dois grupos. No primeiro, os pais receberam informações sobre a amamentação na maternidade, já no segundo eles estudaram o assuO resultado? As mulheres em que os maridos estavam mais bem informados se sentiam mais satisfeitas e confiantes, sendo que mais de 95%, depois de três meses, ainda davam de mamar. Já aquelas de que os maridos receberam informações apenas na maternidade somente 88% continuavam amamentando.

   O resultado? As mulheres em que os maridos estavam mais bem informados se sentiam mais satisfeitas e confiantes, sendo que mais de 95%, depois de três meses, ainda davam de mamar. Já aquelas de que os maridos receberam informações apenas na maternidade somente 88% continuavam amamentando.

  Para fortalecer esse laço (e facilitar essa nova tarefa masculina), separei algumas dicas, para eles, que vai ajudar e muito o casal:

  Pai precisa se informar
Quando você, mãe, começar a se envolver com o universo da maternidade chame o marido para ler, assistir vídeos e ir às consultas. Assim o casal estará mais unido e expert sobre a importância da amamentação, os problemas que podem surgir e as técnicas para dar tudo certo (a pesquisa já confirmou que esse passo é fundamental).

  Ele pode ajudar em diversas tarefas
Esse é um tópico que sobra opções. O pós-parto é bem cansativo, assim como amamentar e cuidar do filho recém-nascido. O pai pode ajudar assumindo algumas responsabilidades, como ficar de olho no filho mais velho – levar a escola, conferir se fez o dever de casa -, ele também pode ir ao supermercado, pagar as contas do mês, além de manter a casa arrumada. São coisas fáceis, mas que precisam de tempo e disposição, uma dupla que a nova mamãe nem sempre terá.

  O homem deve estar presente na amamentação
O pai precisa ter o seu espaço nessa hora. Ele pode começar buscando o bebê no berço e ajudando a mãe a posicionar o filho no colo. Como a mulher deve se manter bem hidratada para amamentar, ele pode oferecer um copo d´água ou de suco, além de deixar tudo que ela precise logo ali, à mão. Um pai bem informado também sabe identificar se a criança está sugando o leite e recebendo o alimento suficiente. (Aqui em casa, quando eu usei a técnica da translactação para amamentar o Leo, meu marido foi essencial para que eu conseguisse levar adiante o processo. Ele posicionava e segurava a sondinha para o Leo mamar. Com Caê ele ajudou dando atenção para o Leo para eu me sentir tranquila para amamentar o mais novo).

  Ele pode ficar responsável por controlar as visitar
É normal que chegada do bebê se tornar o centro das atenções na família. Todo carinho é muito bem-vindo, mas (cá entre nós) algumas pessoas exageram e extrapolam nas visitas. Para a mãe é mais simples conversar com a parte dela e pedir um pouco mais de privacidade, já na família do pai é melhor ele ficar responsável por isso, certo?!

  Ah, atenção ao que não fazer!
– Brigas e discussões vão estressar a mãe e comprometer o aleitamento. O pai deve ter paciência nessa fase (que realmente não é fácil e é bem diferente de tudo que o casal já vive juntos).

 
Área Restrita
Portal Professor

A ESCOLA

Quem somos
Notícias
Eventos
Horários

Colégio Tema Novo © Copyright 2021